Cume


A falta de expectativas na vida, bem como a ausência de um ponto de chegada, tira da corrida um de seus mais belos componentes, a ânsia da vitória. Ninguém corre pelo prazer de se cansar, nenhum trabalhador chega mais cedo no serviço do que deveria, senão pelo prazer do reconhecimento, ninguém grita apenas pra se enrouquecer.[salvemos os insanos dessa vida]

Não se deve confiar em quem não tem um plano de vida, um objetivo confesso. Os humanos, por natureza, cobramos demais por tudo, pedimos, em geral, coisas gigantescas, que até mesmo nossos miúdos braços não conseguem abarcar. E quem foge dessa lógica é, de fato, passivo de desconfiança, pois resguarda a si ou aos recônditos de sua mente planos imaterializáveis ou de licitude duvidosa.

Noutro extremo há os exuberantes, os que coadjuvam a existência ao sonho. Para estes, o amanhecer é muito mais excitante e oportuno quando vociferam a quatro cantos as imagens de toda uma noite de sono, do que quando concretizam um projeto de infância. E não satisfeitos com isso, sonham diurnamente, endeusam o fantástico, marginalizam o real, reduzem pessoas reais a personagens fantasmagóricos e dão-lhes valor de tal.

Abstendo-me de todos esses pesadelos de pessoas, desses extremados tão comuns , volto a minha tão sonhada preferência pelos equilibrados, pelos meios –termos, pelos céticos, pelos desvairados racionais, pelos dogmáticos sonhadores. Deixa eu procurá-los em sonho, deixa eu acordar e viver, caso não, eu sumo.


2 comentários:

José Samuel de Melo Neto disse...

Estruturo meu comentário em um simples e tosco silogismo: "Todo sábio busca o equilíbrio; você deseja o equilíbrio; logo..."

;DD

lucaS É GATAO disse...

Muito bem expressado amigo!) Sempre temos q esta buscando algo, se nao se torna uma vida vazia! lucas lucena

Postar um comentário